Sábado, 8 de Novembro de 2008
corpos há que terminam em pleno mar

corpos há que terminam em pleno mar.

são corpos e são manhãs.

são corpos e são agosto atravessados pelo sol

por breves ventos.

 

abandonado limite

quem levando aos lábios a chávena de café

retém o gesto o vidro os dedos.

nostálgico café por horas e horas repetido.

 

joão miguel fernandes jorge



publicado por fernando alves às 02:19
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De piano a 8 de Novembro de 2008 às 09:43
a imensa imensa qualidade!!!!!!!



beijo.


Comentar post

fmd.alves@gmail.com
tags

todas as tags

posts recentes

Natal

vogue italia accessory se...

ai

volta sempre

as visistas

house in leiria

coisas simples

house in leiria

house in leiria

Architecture Biennale

arquivos

Dezembro 2011

Julho 2011

Fevereiro 2011

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

links
subscrever feeds
Verandah
Verandah
online